segunda-feira, 1 de setembro de 2008

N.S. do Caminho - Mogadouro


Depois de passar alguns dias em Mogadouro, mais concretamente em Brunhoso, trouxe comigo algumas centenas de fotografias. Durante estes dias não pude dispensar um largo passeio ao Rio Sabor, símbolo da beleza e de pureza e a presença nas festividades de Nossa Senhora do Caminho, que conheço mais por relatos do que pela presença.
Sobre as festas de Nossa Senhora do Caminho, há algumas notas: no que toca às noites de arraial, só estive presente no dia 30, em que actuaram Sérgio Godinho, Vitorinho, Janita Salomé e Tito Paris. Até me dei ao cuidado de explicar aos meus filhos a importância da alguns destes Senhores na música portuguesa, mas o espectáculo foi um fiasco. Talvez por as expectativas serem muitas, achei que estes grandes da música portuguesa se perderam num palco gigantesco, no meio de ritmos, bonitos mas não representativos da sua qualidade e da sua história.
No dia 31, estive na saída da procissão. Parece-me que já não tem a imponência e a participação que se verificava algumas décadas atrás. Há gente que segue os rituais com muita fé e devoção mas, são muitos, muitos mais os espectadores (como eu).
Se houve algo que me surpreendeu, foi a quantidade de feirantes espalhados pelas ruas, durante a maior parte dos dias das festas. O público, esse pareceu-me arredado. Os emigrantes, muitos já regressaram ao trabalho, os residentes, ou sentiram o fresco das noites, ou o peso da recessão de um país que tem poucos motivos para festejar.
Terminado o "Verão", voltamos à rotina do dia a dia. O céu está azul, já cairam as primeiras chuvas. Semeiam-se as nabiças, colher-se-ão as uvas.
A vida segue o seu curso, neste interior cheio de cor e de vida.

2 comentários:

Insurrecto disse...

boas fotos...

Anónimo disse...

a culpa da festa nao ter a grandesa de outros tempos, desculpem mas é dos ditos senhores da vila e das autoridades k nada fazem em relacao aos ciganos